Desafios futuros para a Engenharia Química

O profissional atua para criar e aprimorar produtos na indústria química, petroquímica e de alimentos e analisa sua viabilidade técnica e econômica. Buscar melhorias no processo de fabricação ou beneficiamento de produtos, introduzindo novas tecnologias e adaptando as que estão em operação. Planejar e supervisionar operações industriais, administrar equipes e as diversas etapas de produção.

Cargos relacionados

  • Analista de Desenvolvimento Analítico
  • Analista de Laboratório
  • Analista Químico Biotecnólogo

Média Salarial de R$ 2.001,00 a R$ 9.000,00

Áreas de Atuação

  • Processos Químicos
  • Pesquisa e Desenvolvimento
  • Docência
  • Produções Industriais
  • Higiene/Segurança/Meio Ambiente
  • Petróleo e Petroquímica
  • Tratamento de Efluentes
  • Biotecnologia

Quem recruta estagiários

  • Empresas e Indústrias do Setor Químico
  • Universidades
  • Institutos de Pesquisa

Exigências para exercer a profissão

  • Ter diploma de graduação em Engenharia Química
  • Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

Desafios futuros para a engenharia Química

Embora tenha realizado descobertas e pesquisas fundamentais durante o século 20, agora no século 21a Engenharia Química continua com grandes desafios pela frente.

A questão da reciclagem, por exemplo, como estamos cada vez mais perto da exaustão natural dos minérios (acabando as reservas de ferro, cobre, ouro, etc., nas minas), é muito importante produzir materiais que sejam facilmente reaproveitados.

A questão do fim do Petróleo também será um grande desafio, já que vamos precisar de uma nova fonte abundante de matéria prima e combustível.

A Engenharia Química para a questão do Petróleo vem apresentando boas soluções como a produção de Bioplástico ou então a reciclagem de plástico que pode virar novamente Petróleo, mas ainda vai um bom tempo até o desenvolvimento de uma solução final.

Outro ponto importante é a questão da Energia, com uma sociedade que consome cada vez mais energia, vai caber a Engenharia Química descobrir novos combustíveis mais ecológicas e também novas formas de gerar energia tais como a Fusão Nuclear (Usinas Nucleares avançadas). Como pode ser visto, o trabalho do Engenheiro Químico é um ciclo sem fim, assim como o século passado foi o Século da Física, este será o Século da Química e da Biologia.


Gostou da profissão? Dê o primeiro passo e inscreva-se no Vestibular FAM.

Fonte: Guia Carreira, Guia do Estudante, Catho.




Deixe o seu comentário